Weby shortcut
Youtubeplay

Anais - 2017

Atualizado em 22/08/17 16:38.

ISSN 2527-1350

 

GT1 - Marketing, Estratégia e Contemporaneidade

Este grupo de trabalho se interessa por pesquisas e análises/elementos práticos que discutam ou apresentem como o marketing, a comunicação, o planejamento estratégico, a inteligência competitiva, dentre outros, têm sido utilizados para a gestão contemporânea das marcas, do marketing e da comunicação. 

Profs. Dra. Marina Roriz (UFG), Dr. Eliseu Machado (UFG), Ms. Letícia Cortês (UFG)

Trabalhos Apresentados: 

Práticas contemporâneas de gestão de marketing: o uso da inteligência competitiva. Um relato sobre o case Target Corporation

Autora: Marina Roriz Rizzo Lousa da Cunha

Considerando o grau de competitividade instalado, está mais difícil para as empresas sobreviverem. Diferenciais de competitividade precisam ser cada vez mais explorados pelos diversos setores de uma organização. Especificamente no marketing, pressiona-se pela identificação das necessidades humanas e transformação dessas em produtos e serviços que atendam aos desejos particulares, ao mesmo tempo em que se gerem oportunidades de negócio lucrativas. Nesta direção, o departamento de marketing tem se aproximado cada vez mais de instrumentos capazes de monitorar o mercado e seus anseios, tal qual a Inteligência Competitiva. A par dessa dinâmica de mercado, este trabalho relata como a empresa Target Corporation tem utilizado a Inteligência Competitiva como ferramenta para tornar suas práticas de marketing mais assertivas.

Palavras-chave: Marketing, Inteligência Competitiva; Target; Tecnologias de Informação e Comunicação

 

GT2 Caiu na rede, ainda é cinema?

Atualmente, multiplicam-se as experimentações no campo do cinema, bem como a potencialidade de acesso do público em geral às narrativas audiovisuais em ambientes digitais. Este grupo de trabalho se interessa por experimentações práticas e análises de produções audiovisuais que tratem das relações entre cinema, narrativas, rede mundial de computadores, arte contemporânea, mídias interativas, no contexto das tecnologias digitais.

Profs. Dra. Lara Satler (UFG), Dra. Alice F. Martins (UFG), Dr. Rafael de Almeida (UEG) e Ms. Marcelo Costa (UEG)

Trabalhos Apresentados: 

Educomunicação como ensino de Arte Visuais

Autora:Marília Silva Martins Gidrão

Apresenta uma pesquisa sobre a Educomunicação em relação ao ensino de artes visuais, e as influências dos avanços tecnológicos nos processos de aprendizagem. A pesquisa foi desenvolvida por meio de uma produção audiovisual, com vídeo-aulas e com a contextualização da cultura e da pedagogia, no que diz respeito aos processos de comunicação visual. A metodologia adotada é a pesquisa qualitativa com abordagem de tipo etnográfico. Os resultados apontam para o fato de que a educomunicação mostra-se como caminho relevante para o entendimento da mediação na educação com a cultura e o currículo, na formação do cidadão contemporâneo. Essa temática de estudo tem sido tratada no âmbito do ensino de artes, levando em conta as relações entre as mídias disponíveis e a subjetividade de cada sujeito. A interação intensa com as mídias digitais e televisivas, bem como com as instituições culturais, exerce influência significativa na formação dos educandos, imersos no processo de globalização, em dinâmicas complexas que ameaçam e ao mesmo tempo reforça as culturas identitárias, na construção de conhecimento e nos posicionamentos socioculturais.

Palavras-chave: educomunicação; cultura; ensino de artes visuais.

 

Estilística em Stoker: mise en scène e intertexto

Autora:Natália Santos Dias

Pretende-se neste artigo analisar o filme Stoker, do diretor sul-coreano Park Chan- wook, evidenciando de que modo esse se apoia na mise en scène para dialogar com outras obras. O longa foi aqui decomposto por critérios lógicos-narrativos, com base nos eventos relacionados às principais transformações da protagonista. Cada parte foi analisada destacando os elementos mais importantes da mise en scène em seus respectivos contextos. Desse modo, o presente trabalho ordena sua interpretação em direção a uma compreensão mais ampla acerca dos intertextos de Stoker, e da forma pela qual a mise en scène é envolvida nesse processo.

Palavras-chave: cinema; mise en scène; maneirismo; análise fílmica.

 

Aspas Produção Colaborativa

Autores: Lucas Aleixo Maia, Guilherme Silva Fernandes

A Aspas, produtora colaborativa consiste em um projeto de extensão desenvolvido por alunos em graduação matriculados no curso de comunicação social que se interessam pela área audiovisual, influenciado por livros como O Cinema e a Produção e On Camera – O Curso de Produção de Filme e Vídeo da BBC. O projeto funciona sob uma perspectiva de atividade extracurricular, que busca fazer um paralelo entre o processo formativo-educativo e o cultural. Os alunos vão aprender em cima de temáticas propostas pelo projeto, que abarcam os mais diversos assuntos de relevância sócio-ambiental-econômico-cultural. Desta forma viabiliza-se o incremento da formação acadêmica com pesquisa e a extensão com     o aprofundamento das relações institucionais com a comunidade externa ao campus.

Palavras-chave: Produtora Colaborativa. Audiovisual. Educativo. Social.

 

As narrativas audiovisuais em streams: um paralelo entre o cinema clássico e as produções no Twitch

Autor: Cristian Vargas

A pesquisa trata de narrativas audiovisuais de games hospedados na mais populosa streaming ao vivo da rede 2.0, na atualidade, o Twitch. A relevância do Twitch é fundamentada em estatísticas de produção de conteúdo, acessos e participantes. Porém a streaming em si não é o alvo principal, pois as narrativas audiovisuais produzidas durante as transmissões é que serão analisadas, observando-se como o conteúdo audiovisual é produzido, como é conduzido por seus participantes e sua figura principal, o streamer, além de como o próprio se organiza fora das transmissões para a produção do conteúdo. Após levantamentos dos dados da streaming haverá uma comparação de linguagem com o cinema narrativo clássico, se há alguma derivação de tal e, se sim, o que permaneceu e o que se alterou durante o percurso.

Palavras-chave: streaming; Twitch; narrativas audiovisuais; comunidade; cinema clássico.

 

Infância e Youtube: a recepção infantil de narrativas audiovisuais digitais

Autora: Ana Júlia de Freitas Carrijo

Este estudo tem como proposta investigar a recepção infantil de vídeos do Youtube. Pretende-se compreender de que maneira essas narrativas alcançam o processo de construção de identidade das crianças, como elas são estimuladas a assistir a determinados vídeos, por que o fazem e que tipo de conteúdo tem sido veiculado nessa plataforma. Embasada nas metodologias científicas pesquisa bibliográfica, análise fílmica e grupo focal, esta pesquisa espera comprovar o grande alcance psíquico das narrativas audiovisuais nas crianças e entender o porquê de tamanho interesse nesse tipo de conteúdo.

Palavras-chave: recepção; infância; Youtube; identificação.

 

GT3 - Criatividade em prática

Processos criativos em publicidade. Produções audiovisuais (não necessariamente publicitárias). Criação de aplicativos e interfaces digitais. Este Grupo de Trabalho se interessa por produções que tragam os processos de criatividade materializados em peças gráficas, audiovisuais, digitais, campanhas, conceitos de comunicação e identidade visual. No resumo expandido devem ser apresentados fundamentos teóricos utilizados para o processo criativo e/ou produção dos materiais.

Profs: Dra. Janaína Jordão (UFG), Dr. Alexandre Santos (UFG) e Ms. Rafael Lisita (UFG)

 Trabalhos Apresentados:

Netflix: Até No Mundo Invertido

Autoras: Bárbara Moreira Lopes, Giovanna Nathalia Maciel Pontes, Ketlen Komorek de Aquino, Letícia Benevides Araújo Almeida

Neste relatório será abordado a criação, o planejamento e a execução da campanha publicitária “Netflix: Até No Mundo Invertido”. As peças foram apresentadas na disciplina de Criação Publicitária II ministrada pela Professora Doutora Janaína Jordão. A equipe teve o desafio de criar uma propaganda institucional para o Netflix, com o intuito de apresentar o novo recurso: baixar filmes e séries para assistir offline. Este trabalho nos foi determinado para complementar a teoria com a prática, tendo uma visão ampliada do mercado.

Palavras-chave: Criação Publicitária; Publicidade; Propaganda; Netflix; Stranger Things;

 

Pilar Serviços Ambientais: processo de naming e construção de identidade visual

Autores: Rodrigo Macedo Costa Filho, Vinícius Arruda Alves de Castro  

Em um ambiente laboratorial, é fundamental a junção teoria mais prática. Desse modo, buscamos aliar esses dois fatores à criação de um nome e de uma identidade visual para uma empresa que procurou a agência laboratorial (Inova Comunicação) do curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda da Universidade Federal de Goiás. Logo, o resultado é consequência de um trabalho prático, contudo embasado em pesquisa e no conhecimento adquirido pelos alunos durante o curso.

Palavras-chave: naming; identidade visual; laboratório; publicidade; propaganda.

 

GT4 Comunicação, Narrativa e Tecnologia

Storytelling e gameficiação. Videogame como mídia narrativa. Design, cidades e cartografias digitais. Narrativa, criação e produção em publicidade. Novas tecnologias e os novos modos de se contar uma história. 

Prof. Dra. Thalita Sasse

Trabalhos Apresentados: 

Social reading: como a cultura da convergência está transformando o consumo literário?

Autora: Natália Santos Dias

O presente projeto de pesquisa com base nos conceitos de cibercultura e cultura da convergência, pretende analisar como a prática de social reading se posiciona no atual contexto. Entende-se que sendo a leitura uma das mais importantes formas de disseminação de conhecimento e entretenimento, é de grande importância à compreensão de suas particularidades e transformações. Propõe-se uma pesquisa bibliográfica e netnográfica acerca do recorte definido, seguida da refutação ou comprovação das hipóteses propostas.

Palavras-chave: leitura; redes sociais; cibercultura; cultura da convergência.

 

O silêncio e o hiper-realismo em uma narrativa cinematográfica

Autor: Denner Sardanha Garcia

O artigo tem como finalidade o estudo das técnicas sonoras presentes no filme Um Ramo (DEZENOVE Som e Imagens/ Filmes do Caixote, 2007) dos diretores Juliana Rojas e Marco Dutra. O filme retrata uma protagonista que está em processo de construção do seu “eu” e que se depara com o desconhecido referindo-se aos padrões da sociedade. O trabalho tem como embasamento estudos de autores como Michel Chion (2011) e Fernando Morais da Costa (2006), que explicam técnicas sonoras empregadas no audiovisual e mostrar como o hiper-realismo sonoro e a utilização do silêncio são fundamentais para o contexto da narrativa do filme.

Palavras-chave: audiovisual; hiper-realismo; silêncio; som

 

Imbilino vai ao cinema: Vídeo-documentário sobre o cinema de Hugo Caiapônia

Autor: Samuel Peregrino

Este trabalho, pretende fazer uma uma breve análise sobre o processo de realização do documentário biográfico "Imbilino vai ao cinema", gravado no final de 2016 e que aborda os métodos de produção cinematográfica de Hugo Caiaponia, nome artístico de Hugo Batista da Luz, cineasta, ator e criador do personagem Imbilino. O produto audiovisual a ser discutido, foi resultado de um projeto teórico-prático realizado dentro da disciplina de Produção 3, do Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual de Goiás (UEG), orientado pelo professor doutor Rafael de Almeida.

Palavras-chave: cinema, goiás, hugo caiapônia, imbilino.

 

A privacidade e a audiência – Um estudo de caso de Keeping Up With The Kardashians  

Autoras: Nandra Imiane Ramos e Victória Neves Lago

O enfoque dessa pesquisa é centrar na importância de uma compreensão do que acontece na atualidade. Queremos frisar a necessidade de conhecer o que está ao nosso redor para entendermos o mundo em que vivemos, como a sociedade reage aos estímulos proporcionados a ela, como os indivíduos lidam sob as centenas de cargas de informações depositadas sobre eles todos os dias.

Palavras-chave: Glamour, Kardashians, Privacidade, Audiência.

 

GT5 Imagem Fotográfica

Pesquisas teórico-práticas na área da fotografia. Abordagens históricas e estéticas, a partir de textos que reflitam sobre o fazer fotográfico, pela produção de narrativas visuais, ensaios fotográficos artísticos e fotografias publicitárias avulsas ou dentre de uma campanha publicitária. Análise de imagens fotográficas a fim de pensá-las como participantes de práticas sociais e culturais.

Prof: Dra. Ana Rita Vidica

Trabalhos Apresentados:

Produção “Cores” em Moda

Autores: Alexandre Rodrigues Soares, Elivelton Pereira Felix, Nandra Imiane Ramos, Nathalia Livia Gonzaga Borges, Rodrigo Macedo Costa Filho

Este trabalho foi elaborado para a disciplina Fotografia Publicitária da Faculdade de Informação e Comunicação. A proposta ofertada pela disciplina era que fosse feita uma produção a partir da temática Cores. Inspirado em fotografias publicitárias já produzidas o grupo se propôs a trabalhar principalmente com os contrastes entre cores que a iluminação pode nos proporcionar.

Palavras-chave: Cores, Moda, Fotografia, Iluminação.

 

Fotografia, Dispositivo de Captura Além da Imagem

Autor: Gledson Rodrigues do Nascimento

O presente trabalho tem o objetivo investigar a fotografia em seus processos de captura de visualidades, atentando para como podem ir além das narrativas e dos estudos históricos com imagens, ultrapassando os limites do texto e fazendo florescer reflexões no campo dos Estudos de Cultura Visual. Dessa maneira, buscar-se-á pesquisar as expressões imagéticas que se manifestam na Arquitetura Colonial através dos seus edifícios históricos da Cidade de Goiás. Metodologicamente, o trabalho se ancora em análise de imagem baseada em conceitos dos estudos de Cultura Visual, em caminhadas de reconhecimento e produção de fotografias, na busca por identificar objetos passíveis de percepção de suas particularidades imagéticas.

Palavras-chave: Fotografia, Imagem, Arquitetura, Cidade de Goiás.

 

Releituras do Barroco

Autora: Ana Paula de Aquino Caixeta

O presente trabalho utiliza-se do processo da releitura de obras do campo da pintura para explicitar a influência das técnicas barrocas em composições fotográficas. Eleger Michelangelo Merisi da Caravaggio (1571-1610) e sua obra Davi com a cabeça de Golias (1609-1610) como alicerce artístico torna possível uma ressignificação que lida com quesitos técnicos e com a potência do discurso utilizado pelo pintor: impulsionando a criação de retratos naturalistas ousados e francos com a realidade. Na fotografia temos chiaroscuro (claro-escuro), contraste gritante e Davi mulher, seminua, segurando firmemente a cabeça degolada do gigante Golias – elementos impactantes que ecoam a força do feminino de forma visceral.

Palavras-chave: fotografia; releitura; barroco; Caravaggio; feminino.

 

Volta no Quarteirão: um convite ao olhar

Autor: Fellipe Augusto Ribeiro Diógenes

Projeto experimental que pretende enxergar a cidade sob um novo olhar, uma nova ótica, menos apressada e mais atenta. Capaz de ver o (in)visível presente em cada quarteirão, além de enxergar sob diferentes pontos e experimentar novos olhares. Tendo como proposta a produção de fotografias que revela um olhar pessoal e íntimo dos trajetos que percorro, e o olhar do outro sob a perspectiva do dispositivo que o auxilia nesse olhar “estrangeiro” da cidade, o que culminou na produção do foto livro “Livro dos Invisíveis”.

Palavras-chave: Cidade, Olhar, Dispositivo, Estrangeiro, Volta no Quarteirão.

 

Listar Todas Voltar